segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Primeiro encontro de Estágio





A primeira aula com os alunos do 8º semestre do curso de Pedagogia, foi marcada pela vibração positiva da maioria da turma, em aprender as especificidades da sua profissão. O grupo destacou pontos positivos do curso como: a criticidade, a reflexão teorica e a ampliação da visão de mundo. Entretanto, em nenhum momento se referiram a "aprendência da sua profissão". Para as poucas alunas já vem exercendo o magistério, a aprendizagem docente se dá na interação com outros professores com mais experiência. Falei muito da importância de se planejar com as colegas que tem mais tempo no magistério, buscando trocas e interação. Em seguida, apesentei o Plano de Curso da disciplina, o cronograma do estágio e os instrumentos de avaliação. Destaquei que apesar da organização do calendário, não vejo o currículo como um gesso ou grade, onde a gente não pode alterar. Currículo é para ser
borrado, modificado durante o processo. Mais não é por isso, que o planejamento vai ficar de lado. Dando continuidade ao trabalho, fiz uma exposição sobre o estágio, buscando a superação de duas práticas: a prática como modelo e o tecnicismo. Passamos a compreender o estágio como campo teórico, pois sem a teoria para nos auxiliar, poderemos cir no praticismo. Freire disse em Pedagogia da Autonomia: TEORIA SEM PRÁTICA É BLA, BLÁ, BLÁ E PRÁTICA SEM TEORIA E PRATICISMO. Encerramos o encontro com a primeira cena do filme de Forest Gamp - o contador de história, buscando uma articulação com as narrativas docentes de formação.

2 comentários:

Lansmille disse...

Já chegou com gosto de gás heim Prof.? Aff, já vi que temos muito que trabalhar!!!
Vamos lá!!!

Lansmille

PATHY disse...

Nossa professora, é muuita informação nova em pouco tempo. Maas vamos lá!