segunda-feira, 1 de março de 2010

A Pedagogia cai na rede.- Oficina de Blog




Refletindo sobre os novos arranjos da Sociedade Contemporânea, os nativos digitais e a interatividade potencializada pela internet, que nos possibilitou uma comunicação todos- todos, demos início a oficina de blog no curso de Pedagogia. A oficina foi ótima, contando com a participação e cooperação de todos. Expliquei claramente o objetivo do trabalho, buscando superar uma visão de TIC meramente instrumental, para a utilização das mesmas como estruturantes de novas educações, onde a autoria e produção dos sujeitos envolvidos se destacam. O trabalho com os blogs, visa fomentar a reflexão partilhada sobre a prática pedagógica no estágio, bem como inserir as alunas de Pedagogia no contexto da Cibercultura. Destaquei também que o trabalho com blog na disciplina de estágio, tem como foco principal servir de espaço de reflexão sobre a itinerância discente e docente, e potencializar o processo de colaboração entre os alunos.

Deixe aqui seu comentário sobre nossa aula hipertextual e interativa.

Quem começa? Palavra franqueada...

11 comentários:

Cecília disse...

CONFESSO QUE FIQUEI ASSUSTADA COM TANTA INFORMAÇÃO MAS FOI DE GRANDE VALIA TODAS AS EXPLICAÇÕES, ACREDITO QUE AINDA ESTAMOS ENGATINHANDO NO PROCESSO DE INFORMATIZAÇÃO QUE NOS ENVOLVE A CADA DIA. ESPERO USUFRUIR O MÁXIMO DESSA TECNOLOGIA PARA QUE QUANDO DEPARARME NOVAMENTE COM ALUNOS DESSA GERAÇÃO INTERATIVA, POSSA DESENVOLVER UM TRABALHO DIGNO.

Grazi Almeida disse...

Realmente! foi um encontro muito prazeroso, adorei a nossa interação.
A aula nos ajudou a refletir sobre um instrumento maravilhoso de interação, no qual podemos compartilhar conhecimentos, aprendendo, ensinando. O blog também é um incentivo muito rico a prática da escrita e da leitura. A interação que o mundo digital nos oferece é muito vasta, por isso a importância dessa proposta.

Luana Q. Bastos disse...

Inserir professores e futuros professores nesse processo de informatização é um instrumento riquíssimo. Pois nos fez refletir sobre o uso da internet como uma forma criativa na educação. Assim, ao nos incentivar,ao uso dela como forma de ensino, nos mostra que está pode ser usada como fonte de interação, de trocas de saberes e produção de novos conhecimentos.

janine disse...

Nos tempos atuais é preciso que o professor esteja sempre atualizado,ligado as novas modernidades, as novas tecnologias.É preciso que ele esteja atento a realidade , aberto as novas descobertas , conhecendo as novas ferramentas que podem ser usadas a seu favor e dos alunos , e o universo virtual é uma nova arma que sabendo o professor usar , faz com que suas aulas tornem-se mais interessantes e atrativas.
Adorei a oficina, foi um momento muito rico, prazeroso e significativo. Parabéns professora Socorropelo seu dinamismo e inovação tenho certeza de com seu compromisso iremos desfrutar de muitas aprendizagens.

janine disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Mediando Conhecimento disse...

Agradeço a professora Socorro por ter nos proporcionado esse momento tão rico e produtivo, além de ser de fundamental importância na vida de um educador estar sempre em contato com o mundo virtual.
Estar sendo um grande desafio para mim, mas com certeza o que aprendir e que estou aprendendo é de muita utilidade na minha vida pessoal e profissional.
Valeu professora!

SOL PEDAGOGOGA PARA SEMPRE disse...

A pesquisa como eixo da profissão


O texto faz referencia a necessidade do educador torna-se pesquisador tanto no momento em que está na vida acadêmica, como depois da saída , isto é em sua aréa profissional. A partir dessa busca, o mesmo pode ter a oportunidade de vivenciar seu objeto de investigação na prática, ou seja, como acontece seu processo ( quais suas causas, conseqüências, modalidades, sujeitos, entre outros).
Enfim, é desse modo que deveriam proceder os cursos de licenciatura ou formação de professores, desde os primeiros semestres, pois é de grande validade iniciar na pesquisa quem esta adentrando na academia, uma vez que, contribuiria lá mais na frente para as etapas tardias do estagio, que geralmente acontecem no final do curso e não proporcionam o contato direto do que se esta vivendo com o estudado; visto que munido de teoria e por sua vez, experimentando a pratica, é sem duvida, o primeiro passo para instigar o aluno a ser um pesquisador. No entanto, com toda evolução econômica, social e cultural a grade curricular dos cursos de licenciatura ainda negam aos discentes a chance de tornarem-se produtores de conhecimento e não só mero expectadores consumistas de teorias.
Portanto, fica aqui a vontade de profundas mudanças na instituição, que por obrigação deveria asssistir a qualquer aluno e/ou curso o direito à pesquisa, a investigação, a transgressão de ideologias e do senso comum.

Socorro Cabral disse...

Oi menians,

Não tem como pensarmos em propostas de formação de professores sem o uso das Tcnologias da Informação e da Comunicação. Nossos alunos estão literalmente online jogando, produzindo e se comunicando. A cibercultura é damanda desse novo mundo que estamos apenas começando a experienciar.

Anônimo disse...

Parabéns pelo blog... Rico em informações. Sucesso colega! Fátima

Anônimo disse...

Thanks :)
--
http://www.miriadafilms.ru/ купить фильмы
для сайта aprendizesemrede.blogspot.com

Anônimo disse...

necessita di verificare:)